O violeiro Junior da Violla possui um longo currículo dentro do universo da viola. Bacharel em música pela FAAM, pesquisador da história do instrumento, atua desde 1999 como concertista de viola com três trabalhos lançados: Chão Marcado (2009), Grandes Clássicos da Música Sertaneja (2015) e Violando Conceitos (2018). Foi agraciado com dois Prêmios Rozini de Excelência na Viola Caipira em 2010 e 2013 e é endorser das duas maiores marcas relacionadas a viola no país: a Rozini no segmento de instrumentos musicais e a Giannini no segmento de encordoamentos. É professor de viola desde 2000 e foi pioneiro no ensino de viola online no Brasil em 2006.

 

Participou entre 2003 e 2008 como colunista da Revista Viola Caipira escrevendo artigos sobre a história da viola e realizando testes comentados de instrumentos e equipamentos. Atualmente é um dos maiores representantes das antigas e raras violas de 12 cordas e tem se dedicado ao estudo e resgate do repertório da viola de arame nos séculos XVII e XVIII. Se apresenta nas ruas de São Paulo e em eventos diversos dentro e fora do estado de São Paulo como participações no 7º Festival Anapolino de Viola em Anápolis (GO) e no Projeto 116 Km de Viola Caipira em Brasília (DF).

 

Atua com o Projeto Violando Conceitos, espetáculo aonde leva sua viola ao máximo do experimentalismo transformando o instrumento em uma banda completa com o auxílio de loopings, efeitos e técnicas diversas unindo no bojo de sua viola o moderno e o tradicional e com o Projeto Viola Colonial Brasileira aonde interpreta obras para viola dos séculos XVII, XVIII e XIX. Integrou a Orquestra Paulistana de Viola Caipira (2000-01), foi regente da Orquestra dos Violeiros de São Paulo (2001-03) e participou de bandas como Forró com Viola, Nix Le Plix, Sus Four e Junior da Violla Experience e Caipira Elétrico.

BIOGRAFIA

Desde 15/08/2001 - Todos os direitos reservados ©